1.º dia – “Olha as expressões…”

1. Observa o vídeo com atenção.

Se quiseres ver o vídeo com mais qualidade > clica aqui


2. Faz o levantamento de todas as Expressões Tipicamente Portuguesas que encontrares no vídeo. Atribui-lhes o significado correspondente.

Exemplo de Expressão:
Tu vê se baixas a bolinha, não estou para te aturar.

Significado da Expressão:
Tu vê lá se te acalmas, não estou para te aturar.

3. Lista de alunos dos quais já obtivemos respostas:
– Filomena
– Márcio
– Ana Brito
– Ricardo Cabete
– Manuela Vinhas
– José Soares
– Teresa Batista
– RNobre
– Claudia Dinis
– Ana Paula Carlão
– Jõao Simões
– Mike Lopes
– Ricardo Barros
– Raquel Simões
– Ana Luísa Santos
– João Santos
– Fernando Simões


21 Respostas to “1.º dia – “Olha as expressões…””

  1. Olá professoras… Txiii Nunca tive tanta professora junta de uma só vez🙂

    Pois é o curso começou e eu ansioso para saber mais sobre Expressões Tipicamente Portuguesas.
    Não é que ao ver o video encontrei logo uma quantidade enorme de expressões?! Quem diria… Aqui ficam alguns exemplos:

    “Vai dar uma volta ao bilhar grande” – Não me chateies
    “Hoje acordei com os pés de fora” – Hoje acordei mal disposto
    “A velhada vai-se aos arames” – Os pais chateiam-se
    “Não é pêra doce” – Não é fácil
    “Engolir sapos” – Não dizer algo, guardando para si
    “Tempestade num copo de água” – Fazer um alvoroço com poucos motivos
    “Estamos com a corda ao pescoço” – Estamos sem muitas saídas/soluções
    “Feitas ao bife” – Tramadas
    “Podes seguir em frente” – Podes avançar
    “Dar uma mãozinha” – ajudar
    “Sussurrar ao ouvido” – dizer baixinho ao ouvido

    Fantástico. Espero que os significados sejam os mais correctos, se não forem, aqui estou eu para aprender🙂
    Até já…

  2. Hum… Que estranho… deixei um coment, mas deu erro…

  3. Boa sorte para o vosso curso.

  4. Após o visionamento do filme, profícuo em expressões idiomáticas, aqui ficam as que consegui apanhar:

    “acordar com os pés fora da cama” – quando se está a ter um mau dia ou quando a pessoa está mal-diposta
    “ir aos arames” – irritar-se
    “não é pêra doce” – algo que não é fácil de fazer
    “engolir sapos” – ter de fazer algo contrariado, sentir que o que se está a fazer é injusto
    “deitar tudo cá para fora” – dizer tudo o que se pensa
    “ferver num copo de água” – irritar-se facilmente
    “estar com a corda ao pescoço” – sentir-se pressionado para fazer ou dizer algo
    “ir desta para melhor” – morrer
    “feitas ao bife” – estar em sarilhos/problemas
    “meter os pés pela boca” – dizer o que não se deve
    “meter o pé na argola” – cometer um deslize
    “fazer algo de olhos fechados” – fazer alguma coisa sem dificuldade
    “tirar o cavalinho da chuva” – ter de desistir de algo por impedimento de qualquer género
    “ter pernas para andar” – ter condições para avançar
    “seguir em frente” – quando se encoraja alguém para avançar com alguma coisa
    “balde de água fria” – uma desilusão
    “tempo passa a correr” – sensação de que o tempo está a passar depressa demais quando a pessoa se encontra pressionada para fazer algo
    “dar uma mãozinha” – ajudar
    “descalçar a bota” – ter de resolver um problema
    “cabeças de alho-chocho” – uma pessoa distraída ou que nesse momento não foi particularmente inteligente no que disse ou fez
    “misturar alhos com bugalhos” – confundir as coisas
    “parecer baratas-tontas” – pessoas distraídas, confusas
    “pôr os pés pelas mãos” – quando a pessoa revela confusão e não sabe o que diz
    “ter cabeça tronco e membros” – algo que tem uma ordem sequencial
    “estar de mãos a abanar” – não ter nada de concreto
    “estar na corda bamba” – estar em suspense, sem algo de concreto que apoie
    “pôr as barbas de molho” – reflectir antes de fazer algo
    “não sejas cortes” – quando se incita alguém a não ter receio de fazer algo
    “andar com macaquinhos na cabeça” – andar desconfiado de algo
    “ter a pedra no sapato” – algo por resolver
    “ter cara de caso” – estar preocupado com algo

    De certeza que ainda me escapou alguma, mesmo assim.🙂

  5. P.S. quando submeti também me deu erro, mas afinal acabou por aparecer.🙂

  6. Caros alunos,

    Quando submeterem as vossas respostas estas não ficarão logo disponíveis, para evitar que os vossos colegas copiem as expressões que os primeiros a responder já descobriram. Claro que há formas de contornar esta situação se os alunos forem mesmo “malandros”, mas é nosso dever evitar que isso aconteça.

    No entanto, para que os que já responderam, vou colocar aqui a lista de alunos dos quais já obtive respostas:
    – Filomena
    – Márcio
    – Ana Brito
    – Ricardo Cabete
    – Manuela Vinhas
    – José Soares
    – Teresa Batista
    – RNobre
    – Claudia Dinis
    – Ana Paula Carlão
    – Jõao Simões
    – Mike Lopes
    – Ricardo Barros
    – Raquel Simões
    – Ana Luísa Santos
    – João Santos
    – Fernando Simões

    Lista a ir completando durante o dia…

    Cumps e continuação de bom trabalho.

  7. Foi dificil pois as queridas professoras falam muito rápido mas, acho que consegui, pelo menos metade:-)

    1. acordei com os pés fora da cama = acordei mal disposta
    2. vai dar uma volta ao bilhar grande = não me irrites
    3. a minha mãe vai-se aos arames = a minha mãe vai chatear-se
    4. a mãe dela não é pêra doce = a mãe dela é uma pessoa exigente
    5. vai passar-se dos carretos = vai fazer algumas asneiras
    6. não engole sapos = diz tudo o que tem a dizer
    7. fazer tempestade num copo de água = irritar-se bastante sem motivo razoável
    8. estamos com a corda no pescoço = estamos aflitas
    9. vamos desta para melhor = não vamos conseguir
    10. estamos feitas ao bife = estamos tramadas (para não dizer outra mais forte🙂
    11. meter os pés pelas mãos = enganamo-nos
    12. meter os pés na argola = enganamo-nos
    13. fazer o bolo de olhos fechados = fazer o bolo sem dificuldade
    14. tira lá o cavalinho da chuva = não fiques com ideias
    15. tem pernas para andar = projecto exequível
    16. dar uma mãozinha = ajudar
    17. dar uma dica = dar uma pista
    18. o tempo passa a correr = não há tempo para nada
    19. descalçar a bota = conseguir resolver o problema
    20. pôr a cabeça de alho chocho a pensar = pensar
    21. parece umaa barata tonta = está aflita
    22. não confundir alhos com bugalhos = não confundir os assuntos
    23. cabeça, tronco e membros = projecto organizado e estruturado
    24. mãos a abanar = sem nada
    25. estamos na corda bamba = estamos no limite
    26. anda com macaquinhos na cabeça = está com ideias estranhas
    27. com uma pedr5a no sapato = está com um problema

    ufaaaaaaaaaaa

  8. Olá!

    Conforme solicitado, aqui segue a minha proposta…

    “acordei com os pés fora da cama” – o dia está-me a correr mal
    “dar uma volta ao bilhar grande” – não me chateies
    “ir aos arames” – ser/estar irritável
    “não ser pêra doce” – não é uma pessoa de trato fácil
    “[qq coisa que não se percebe no vídeo] dos carretos” – ser meio amalucado
    “engolir sapos” – sujeitar-se a fazer algo mesmo contrariado
    “deitar tudo cá para fora” – dizer tudo o que pensa sem pensar nas consequências
    “fazer tempestade em copo de água” – explodir com pouco
    “estar com a corda ao pescoço” – estar pressionado (por tempo ou outro motivo) para fazer algo
    “ir desta para melhor” – morrer (mesmo se figurativamente)
    “feitas ao bife” – ter grande problema
    “meter os pés pelas mãos” – atrapalhar-se
    “meter o pé na argola” – fazer asneira / cometer um deslize
    “fazer de olhos fechados” – ter grande facilidade na concretização de determinada tarefa
    “tira o cavalinho da chuva” – desistir de fazer algo
    “tem pernas para andar” – ser realizável
    “seguir em frente” – avançar com alguma realização
    “voltar à vaca fria” – voltar ao assunto
    “tempo passa a correr” – quando o tempo parece muito pouco para o muito que é preciso realizar
    “dar uma mãozinha” – prestar auxílio a alguém
    “descalçar a bota” – ter que realizar algo de alguma forma mesmo que não a mais adequada
    “cabeças de alho-chocho” – pessoa pouco esperta / pessoa com preguiça mental
    “misturar alhos com bugalhos” – confundir assuntos
    “parecer umas baratas-tontas” – pessoa que não se consegue organizar / aparenta grande confusão
    “pôr os pés pelas mãos” – atrapalhar-se
    “ter que ter cabeça tronco e membros” – tem que ser minimamente organizado
    “estar de mãos a abanar” – não ter ainda produzido nada nem ter tomado qualquer decisão
    “estar na corda bamba” – estar hesitante entre várias opções
    “pôr as barbas de molho” – reflectir bastante antes de tomar decisão
    “não sejas cortes” – pedir a alguém que não seja força de bloqueio
    “andar com macaquinhos na cabeça” – ser desconfiado
    “descalçar a bota” – resolver o problema
    “ter a pedra no sapato” – ter um problema por resolver
    “ter cara de caso” – ter aparência preocupada

    Espero que não tenha “metido água”😀
    RicardoC

  9. Caríssimas professoras aqui ficam as expressões tipicamente portuguesas que eu encontrei no vídeo:
    – pés fora da cama – noite mal passada;
    – dar uma volta ao bilhar grande – não me chateies;
    – vai-se aos arames – aborrecer-se, enervar-se;
    – não vai ser pêra doce – tarefa difícil;
    – passar dos carretos – enervar, aborrecer, chateado;
    – engolir sapos – ter de aceitar algo com o qual não estou de acordo;
    – tempestade num copo de água – dar muita importância a uma coisa com pouca importância;
    – corda ao pescoço – estar numa situação de risco;
    – feitas ao bife – estar sem alternativa;
    – meter os pés na argola – não fazer a melhor escolha;
    – tens a mania – achar-se melhor que os outros;
    – faço isso de olhos fechados – ser perita a realizar aquela tarefa;
    – tirar o cavalinho da chuva – não ver atendido um seu pedido;
    – vaca fria – situação problemática;
    – o tempo passa a correr – não se dá conta de o tempo passar;
    – dar uma mãozinha – ajudar numa tarefa;
    – dar uma dica – dar uma instrução, uma pista;
    – sussurrar ao ouvido – dizer em segredo;
    – descalçar a bota – sair de uma situação difícil;
    – misturar alhos com bogalhos – falar de coisas de contextos diferentes;
    – barata tonta – não ter uma direcção bem definida;
    – meter os pés pelas mãos – criar alguma confusão;
    – mãos a abanar – não receber nada em troca;
    – corda bamba – estar numa situação complicada, difícil;
    – barbas de molho – esperar que algo aconteça;
    – não sejas corte – não ser do contra;
    – pedra no sapato – situação por resolver;
    – macaquinhos na cabeça – trazer muitas ideias na cabeça;
    – cara de caso – expressão facial que traduz alguma preocupação;
    – gaijas nuas – mulher sem roupa.
    José Soares

  10. Olá Professoras…
    cá vão as expressões e respectivos significados:

    1. “acordar como pés de fora…”, significa acordar de mau humor;
    2. “vai dar uma volta ao bilhar grande”, significa não me aborreças;
    3. ” ir aos arames” significa ficar irritada;
    4. ” ela não é pêra doce”, significa que ela não é uma pessoa fácil;
    5. ” não engole sapos”, significa que é uma pessoa que não aceita desaforos e reagirá/responderá ao que lhe foi dito;
    6. ” Estar com a corda ao pescoço”, significa que estar em apuros, com problemas;
    7. “fazer bolos de olhos fechados”, significa fazer bolos com muita facilidade;
    8. “tira o cavalinho da chuva”, significa que não vale a pena esperar que determinada coisa aconteça, porque tal não se verificará;
    9. “dar uma mãozinha”, significa dar uma ajuda;
    10. “ser Tuga”, significa ser Português;
    11. ” dar uma dica”, significa dar uma ideia;
    12. ” descalçar esta bota”, significa resolver este problema;
    13. ” cabeças de alho xoxo”, significa ser “cabeça no ar”/desatento;
    14. “não misturar alhos com bugalhos”, significa que não se pretende misturar ideias / assuntos;
    15. “parecer baratas tontas”; significa estar muita atarefada e andar numa corrida desenfreada para tratar de toas as tarefas;
    16. ” fazer algo com cabeça, tronco e membros”, significa fazer algo com lógica;
    17. “ficar de mãos a abanar”; significa ficar sem nada;
    18. “estar na corda bamba” significa não estar segura;
    19. “não ser do contra” significa não se opôr às ideias e propostas apresentadas;
    20. “pôr as barbas de molho” significa preparar-se para algo que se avizinha;
    21. “ter macaquinhos na cabeça” significa estar com ideias inadequadas em relação aos assuntos a ser tratados;
    22. “descalçar a bota” significa tentar resolver o problema;
    23. ” ser uma pedra no sapato” significa ter um problema;
    24. “estar com cara de caso” significa estar pensativo.

    Espero, que não me tenha escapado nenhuma expressão🙂
    um abraço

    Manuela Vinhas

  11. Finalmente ao fim de vos ouvir , com prazer várias vezes (lol) segue o inventário das expressões idiomáticas (tipicamente portuguesas) que consegui assinalar:

    1. Acordar com os pés de fora – estar mal disposto logo pela manha
    2. Dar a volta ao bilhar grande – Ir chatear outra pessoa
    3. Ir aos arames – Enervar-se, irritar-se
    4. Não ser pêra doce – não ser fácil
    5. Passar-se dos carretos – irritar-se muito
    6. Engolir sapos – Fazer algo contrariado; ser alvo de insultos/injustiças/contrariedades sem reagir/revidar, acumulando ressentimento
    7. Fazer tempestade em copo-d’água – Transformar banalidade em tragédia
    8. Com a corda no pescoço – Ameaçado, sob pressão
    9. Ir desta para melhor – morrer
    10. Estar feito ao bife – ter a vida complicada, enfrentar dificuldades
    11. Antes que seja tarde – já, agora
    12. Meter os pés pelas mãos – enganar-se
    13. Meter o pé na argola – enganar-se, errar
    14. Fazer de olhos fechados – sem dificuldade
    15. Tirar o cavalinho da chuva – não esperar por determinado acontecimento ou coisa
    16. Tem pernas para andar –
    17. Voltar à vaca fria – retornar a um assunto inicial/principal numa discussão, após divagação
    18. O tempo passa a correr – passa depressa
    19. Dar uma mãozinha – dar uma ajuda
    20. Descalçar a bota – Resolver um problema.
    21. Cabeça de alho chocho – distraído, esquecido
    22. Confundir alhos com bugalhos – confundir ou misturar conceitos ou fatos
    23. Barata tonta – perdido, desorientado, sem saber o que fazer
    24. Meter os pés pelas mãos – Agir desajeitadamente ou com pressa; confundir-se no raciocínio
    25. Coisa com cabeça, tronco e membros – organizada
    26. Mãos a abanar – sem nada
    27. Estar na corda bamba – estar em dificuldades
    28. Pôr as barbas de molho – Precaver-se
    29. Ter macacos (ou macaquinhos) no sótão (cabeça) – Ter ilusões, achar que algo muito improvável de acontecer é bastante possível
    30. Estar com uma pedra no sapato – Ter um problema por resolver.
    31. Estar com cara de caso – estar sério, parecer preocupado.

    Nota: A expressão “não sejas cortes” será tipicamente portuguesa daqui a duzentos anos e significará – alinha comigo, não sejas contra (lol)

  12. Lista das Expressões:
    •Acordar com os pés de fora – acordar mal disposto
    •Dar a volta ao bilhar grande – Ir para outro lado e dar cabo da paciência a outra pessoa
    •Ir aos arames – Ficar irritado com qualquer coisa/ ficar fora de controlo
    •Não ser pêra doce – um pouco difícil
    •Passar-se dos carretos – sair do sério
    •Engolir sapos – Calar-se em algumas situações
    •Fazer tempestade em copo-d’água – tornar um simples acontecimento num terramoto
    •Com a corda no pescoço – Aflito
    •Ir desta para melhor – Falecer
    •Estar feito ao bife – Estar tramado
    •Antes que seja tarde – agora
    •Meter os pés pelas mãos – trocar tudo
    •Meter o pé na argola – falar de algo que não devia, por exemplo
    •Fazer de olhos fechados – de cor
    •Tirar o cavalinho da chuva – não contar com algo
    •Tem pernas para andar – ter condições para seguir caminho
    •Voltar à vaca fria – voltar ao problema
    •O tempo passa a correr – o tempo voa
    •Dar uma mãozinha – ajudar alguém
    •Descalçar a bota – Resolver um problema.
    •Cabeça de alho chocho – distracção
    •Confundir alhos com bugalhos – não saber o verdadeiro significado das coisas, baralhar-se
    •Barata tonta – pessoa desorientada, meia perdida
    •Coisa com cabeça, tronco e membros – algo que faz sentido
    •Mãos a abanar – sair sem nada
    •Estar na corda bamba – não estar seguro
    •Pôr as barbas de molho – amolecer algo
    •Ter macacos no sótão – ter ideias na cabeça que podem trazer problemas
    •Estar com uma pedra no sapato – ter algo que ainda não está resolvido
    •Estar com cara de caso – mostrar uma expressão não muito alegre
    •Não sejas “cortes” – algo que os jovens usam para se referirem a alguém que não os deixa fazer o que eles querem…

  13. Antes de mais, quero dizer-vos que gostei do vosso vídeo e q a ideia está muito bem conseguida…parabés!
    Seguem então as expressões que consegui perceber:
    1-Acordar com os pés de fora da cama: acordar mal-humorado;
    2-Vai dar uma volta ao bilhar grande: não me chateies;
    3-Ir aos arames: ficar irritado;
    4-Não é pera doce: não é facil;
    5-Passar dos carretos: irritar-se;
    6-Engolir sapos: ficar calado em vez de dizer o que apetece;
    7-Tempestade num copo de água: chatear-se com um assunto e exaltar-se mais do que é necessário;
    8-Estar com a corda ao pescoço: estar sem alternativa, em desespero;
    9-Estar feito ao bife: estar tramado;
    10-Meter o pé na argola: fazer asneira;
    11-Meter os pés pelas mãos: atrapalhar-se;
    12-Tirar o cavalinho da chuva: tirar dai a ideia, o sentido;
    13-Voltar à vaca fria: voltar ao assunto que interessa, ao cerne da questao;
    14-O tempo passa a correr: passa depressa;
    15-Dar uma maozinha: ajudar;
    16-Descalçar a bota: resolver um problema;
    17-Misturar alhos com bugalhos: misturar assuntos que não estão relacionados;
    18-Baratas tontas: pessoas confusas, desnorteadas;
    19-Por os pés pelas mãos: atrapalhar-se;
    20-Coisa com cabeça, tronco e membros: coisas com sentido, estruturadas;
    21-Estar de mãos a abanar: estar sem nada;
    22-Estar na corda bamba: estar inseguro, sem saber o que fazer, indeciso;
    23-Por as mãos no fogo: confiar em alguém ou alguma coisa;
    24-Não sejas cortes: não estejas contra a minha opiniao,a minha ideia;
    25-Estar com macaquinhos na cabeça: estar com ideias erradas de um assunto ou pessoa;
    26-Estar com pedra no sapato: estar com um problema.

  14. Bem… este filme deu-me água pela barba!Já tenho a cabeça em água!Mas o melhor é não ferver em pouca água…por isso vou deitar água na fervura!Porque eu gosto é de me sentir como um peixe dentro de água…

    Lista de expressões idiomáticas

    1. Acordar com os pés de fora – estar mal disposto logo de manhã
    2. Dar a volta ao bilhar grande – Ir chatear outro
    3. Ir aos arames – Enervar-se, irritar-se
    4. Não ser pêra doce – algo difícil
    5. Passar-se dos carretos – irritar-se muito, ficar enervado
    6. Engolir sapos – Fazer algo contrariado; ser alvo de insultos/injustiças/contrariedades sem reagir/revidar, acumulando ressentimento
    7. Fazer tempestade em copo-d’água – Transformar banalidade em tragédia
    8. Com a corda no pescoço – Ameaçado, sob pressão
    9. Ir desta para melhor – morrer
    10. Estar feito ao bife – ter a vida complicada, enfrentar dificuldades
    11. Antes que seja tarde – já, agora
    12. Meter os pés pelas mãos – enganar-se, fazer algo errado, inseguro
    13. Meter o pé na argola – enganar-se, errar, cometer inconfidencias
    14. Fazer de olhos fechados – sem dificuldade, facilmente
    15. Tirar o cavalinho da chuva – não contar com as coisas certas…
    16. Tem pernas para andar – possibilidade de ser bem sucedido
    17. Voltar à vaca fria – retornar a um assunto inicial/principal numa discussão, após divagação
    18. O tempo passa a correr – passa depressa
    19. Dar uma mãozinha – dar uma ajuda
    20. Descalçar a bota – Resolver um problema, arranjar uma desculpa
    21. Cabeça de alho chocho – distraído, esquecido,
    22. Confundir alhos com bugalhos – confundir ou misturar conceitos ou factos
    23. Barata tonta – perdido, desorientado, sem saber o que fazer
    24.Coisa com cabeça, tronco e membros – organizada
    25.Mãos a abanar – sem nada
    26.Estar na corda bamba – estar em dificuldades
    27.Pôr as barbas de molho – Prevenir-se
    28Ter macacos (ou macaquinhos) no sótão (cabeça) – Ter ilusões, achar que algo muito improvável de acontecer é bastante possível
    29.Estar com uma pedra no sapato – Ter um problema por resolver.
    30.Estar com cara de caso – estar sério, parecer preocupado.

  15. Olá a todos!
    Eu sou o João e quero desde já desejar a todos um óptimo curso!🙂
    Gostei de ver o vosso vídeo….xD
    Realmente utilizamos muitas expressões sobre as quais não temos conta do seu significado….e algumas bem esquisitas “voltar à vaca fria”…LOL
    Gostava de conhecer mais…vou tentar pesquisar..
    Para já deixo aqui aquilo que me foi pedido…
    “não vai ser pera doce” – não vai ser fácil
    “estamos com a corda ao pescoço”- estamos tramadas
    “estamos feitas ao bife” – estamos tramadas
    “acordei com os pés de fora”- acordei mal disposta
    “vai-se aos arames”- fica furiosa
    “engole sapos” – não fica calado
    “tempestade num copo de água”- fazer birra por uma coisa de nada
    “meter os pés pelas mãos”- atrapalhar-se
    “meter o pé na argola”- atrapalhar-se
    “tira o cavalinho da chuva”- não te iludas
    “pernas para andar”- ir em frente com o trabalho
    “voltar á vaca fria” – relembrar o que ficou para trás
    “dar uma mãozinha”- ajudar
    “cabeças de alho chocho”- que não pensam
    “baratas tontas”- desorientadas
    “não misturar alhos com bogalhos”- não misturar as coisas
    “na corda bamba”- sem certezas
    “barbas de molho”- desconfiada
    “macaquinhos na cabeça”- preocupação
    “pedra no sapato”- problema
    “cara de caso”- pensativa
    “descalçar a bota”- resolver a situação

    Espero a próxima tarefa com ansiedade e curiosidade…

  16. Aqui vai o que consegui apanhar e o que acho que querem dizer :p

    Acordar com os pés de fora da cama – Acordar mal disposto
    Vai dar uma volta ao bilhar grande – Não me chateies
    Ir-se aos arames – Ficar chateado
    Não vai ser pêra doce – Não vai ser fácil
    Engolir sapos – Fazer algo que não queremos muito
    Fazer uma tempestade num copo de água – Exagerar numa dada situação
    Ter a corda ao pescoço – Estar aflito com uma dada situação
    Estar feito ao bife – Estar tramado
    Ir desta para melhor – Morrer
    Meter os pés pelas mãos – Atrapalhar-se
    Por o pé na argola – fazer asneiras
    Fazer de olhos fechados – Fazer algo com facilidade
    Tirar o cavalinho da chuva – Não pensar nisso
    Meter-se a pau – Ter cuidado
    O tempo passa a correr – O tempo passa depressa
    Dar uma mãozinha – Dar uma ajuda
    Descalçar esta bota – Desenrascar
    Cabeças de alho chocho – Não saber nada
    Misturar alhos com bugalhos – Confundir as coisas
    Fazer algo com cabeça tronco e membro – Fazer algo com sentido
    Estar de mãos a abanar – Estar sem nada
    Por as barbas de molho – Identifiquei mas não sei o significado :p
    Ter a pedra no sapato – Ter algo que nos atrapalha

  17. Grande tacada inicial…😀

    Fiquei a conhecer algumas expressões que não me eram familiares… “voltar ao tempo da vaca fria”….interessante!!!!
    Aqui deixo a tarefa que me foi incumbida
    “dar uma mãozinha”- ajudar
    “cabeças de alho chocho”- que não raciocinam
    “baratas tontas”- estar desorientadas
    “não misturar alhos com bogalhos”- não misturar as coisas
    “na corda bamba”- sem certezas do que tem para fazer
    “barbas de molho”-????????????????? Incrédula?
    “macaquinhos na cabeça”- preocupação com alguma coisa
    “pedra no sapato”- um grande problema
    “cara de caso”-desconfiar de alguma coisa
    “descalçar a bota”- resolver o problema
    “não vai ser pera doce” – não vai ser nada fácil
    “estamos com a corda ao pescoço”- estamos numa situação complicada
    “estamos feitas ao bife” – estamos numa situação complicada
    “acordei com os pés de fora”- acordei mal disposta
    “vai-se aos arames”- fica muito irritada
    “engole sapos” – não fica calada
    “tempestade num copo de água”- fazer muito barulho por uma coisa sem importancia
    “meter os pés pelas mãos”- atrapalhar-se bastante
    “meter o pé na argola”- atrapalhar-se
    “tira o cavalinho da chuva”- não sonhar alto
    “pernas para andar”- ir em frente
    “voltar á vaca fria” – ?????????????? será que quer dizer o que ficou pendente?

    Até ao próximo desafio

  18. olas…aina nao apareceu o meu nome…..mas ja fiz o exercicio….ta tudo bem?cumprimentos

  19. Olá professoras, fizeram um video muito intuitivo e igualmente interessante,quero felicitar-vos por isso desde já.
    Indo directamente ao assunto posso dizer que encontrei uma “CATRAFADA” de expressões tipicas portuguesas.Aqui vão as que consegui apurar:
    1- pés fora da cama = acordar mal disposto
    2- volta bilhar grande = não me chateies/desaparece
    3- Vais aos arames = perder a calma
    4- tempestade em copo de água = oximerizar um acontecimento
    5- não é pêra doce = não é fácil
    6- não engole sapos = não facilita/contradiz/não concorda
    7- corda ao pescoço = acusa pressão/está em apuros
    8- Passar dos carretos = perder a calma
    9- vamos desta para melhor = “morrer”/estar em situações extremas
    10- feitas ao bife = estamos com problemas
    11- meter o pé na argola = fazer algo menos correcto/errar
    12- meter os pés pelas mãos = enganar-se/atrapalhar-se
    13- pé na argola = fazer algo errado/asneira
    14- fazer de olhos fechados = fazer facilmente
    15- que lata = abuso/má atitude
    16- tira o cavalinho da chuva = nem pensar
    17- tens pernas para andar = tem viabilidade
    18- ponha-se a pau = ter cuidados
    19- o tempo passa a correr = passa rápido
    20- dar uma mãozinha = auxiliar
    21- descalçar esta bota = resolver este problema
    22- ser tuga = ser potugues
    23- cabeças de alho chocho = limitados/distraidos
    24- misturar alhos com bugalhos = não saber diferenciar dois items
    25- baratas tontas = perdidas/sem saber que fazer
    26- cabeça tronco e membros = algo bem estruturado
    27- estamos de mãos a abanar = sem nada
    28- na corda bamba = incerteza/impasse
    29- por as barbas de olho = não ter hipotese/pensar no assunto
    30- não sejas corte = discordar
    31- macaquinhos na cabeça = ideias descontextualizadas
    32- já descalçamos esta bota = resolvemos o problema
    33- pedra no sapato = pertinência/problema
    34- cara de caso = cara de preocupado

    Estas foram as que encontrei, espero tirar um vinte.🙂
    Até amanhã professoras.

  20. Olá, custou mas foi!!!
    Aqui vão as expressões que consegui descortinar🙂

    1. Acordar com os pés de fora – estar mal disposto logo de manhã
    2. Dar a volta ao bilhar grande – Ir chatear outro
    3. Ir aos arames – Enervar-se, irritar-se
    4. Não ser pêra doce – algo difícil
    5. Passar-se dos carretos – irritar-se muito, ficar enervado
    6. Engolir sapos – Fazer algo contrariado; ser alvo de insultos/injustiças/contrariedades sem reagir/revidar, acumulando ressentimento
    7. Fazer tempestade em copo-d’água – Transformar banalidade em tragédia
    8. Com a corda no pescoço – Ameaçado, sob pressão
    9. Ir desta para melhor – morrer
    10. Estar feito ao bife – ter a vida complicada, enfrentar dificuldades
    11. Antes que seja tarde – já, agora
    12. Meter os pés pelas mãos – enganar-se, fazer algo errado, inseguro
    13. Meter o pé na argola – enganar-se, errar, cometer inconfidencias
    14. Fazer de olhos fechados – sem dificuldade, facilmente
    15. Tirar o cavalinho da chuva – não contar com as coisas certas…
    16. Tem pernas para andar – possibilidade de ser bem sucedido
    17. Voltar à vaca fria – retornar a um assunto inicial/principal numa discussão, após divagação
    18. O tempo passa a correr – passa depressa
    19. Dar uma mãozinha – dar uma ajuda
    20. Descalçar a bota – Resolver um problema, arranjar uma desculpa
    21. Cabeça de alho chocho – distraído, esquecido,
    22. Confundir alhos com bugalhos – confundir ou misturar conceitos ou factos
    23. Barata tonta – perdido, desorientado, sem saber o que fazer
    24.Coisa com cabeça, tronco e membros – organizada
    25.Mãos a abanar – sem nada
    26.Estar na corda bamba – estar em dificuldades
    27.Pôr as barbas de molho – Prevenir-se
    28Ter macacos (ou macaquinhos) no sótão (cabeça) – Ter ilusões, achar que algo muito improvável de acontecer é bastante possível
    29.Estar com uma pedra no sapato – Ter um problema por resolver.
    30.Estar com cara de caso – estar sério, parecer preocupado.

    jokitas
    Ana Luísa Santos

  21. Olá, cada frase cada expressão, parabéns pelo trabalho.

    As expressões que captei são:

    1- acordei com os pés de fora = acordei mal disposta
    2- volta bilhar grande = não me chateies/desaparece
    3- vai-se aos arames = fica furiosa
    4- tempestade em copo de água = oximerizar um acontecimento
    5- não vai ser pera doce = não vai ser fácil
    6- não engole sapos = não facilita/contradiz/não concorda
    7- estamos com a corda ao pescoço- estamos tramadas
    8- Passar dos carretos = perder a calma
    9- vamos desta para melhor = “morrer”/estar em situações extremas
    10- estamos feitas ao bife – estamos tramadas
    11- meter o pé na argola = fazer algo menos correcto/errar
    12- meter os pés pelas mãos = enganar-se/atrapalhar-se
    13- pé na argola = fazer algo errado/asneira
    14- fazer de olhos fechados = fazer facilmente
    15- que lata = abuso/má atitude
    16- tira o cavalinho da chuva- não te iludas
    17- tens pernas para andar = tem viabilidade
    18- ponha-se a pau = ter cuidados
    19- o tempo passa a correr = passa rápido
    20 – voltar à vaca fria = relembrar o que ficou para trás
    21- dar uma mãozinha = auxiliar
    22- descalçar esta bota = resolver este problema
    23- ser tuga = ser potugues
    24- cabeças de alho chocho = limitados/distraidos
    25- misturar alhos com bugalhos = não saber diferenciar dois items
    26- baratas tontas = desorientadas
    27- cabeça tronco e membros = algo bem estruturado
    28- estamos de mãos a abanar = sem nada
    29- na corda bamba = incerteza/impasse
    30- por as barbas de olho = não ter hipotese/pensar no assunto
    31- não sejas corte = discordar
    32- macaquinhos na cabeça = ideias descontextualizadas
    33- já descalçamos esta bota = resolvemos o problema
    34- pedra no sapato = pertinência/problema
    35- cara de caso = cara de preocupado
    36- descalçar a bota = resolver a situação

    até amanhã🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: